Concurso Público

Quando Saber se um Concurso Público é a Melhor Opção para Você

Prestar concurso público não é uma tarefa fácil, passar então nem se fala, mas há outro fator a ser bem pensado: a escolha de fazer esse tipo de exame.

Isso porque ele é uma aposta considerada de alto risco e uma opção errada pode lhe fazer desperdiçar não só dinheiro, visto que há uma taxa de inscrição, mas horas de estudo e suor para passar.

O salário alto, que leva muitos a arriscar uma vaga, não é o único e, muito menos, o mais importante a ser analisado.

Muitas pessoas acabam se inscrevendo em um processo de seleção por conta da remuneração, mas vai muito além disso.

Primeiro que o salário não deve ser a única forma de incentivo que o leve a dedicar algumas horas da rotina para os estudos, outro ponto é que há várias variáveis para escolher uma oportunidade em um cargo público.

A afinidade com o cargo, sobretudo, é o que devia figurar primeiro no lugar do salário, muito embora isso não aconteça.

E como saber se aquele concurso público é o certo para mim? É sobre isso que vamos abordar no artigo, veja o que precisa ser analisado antes de se inscrever nos processos seletivos.

Neste artigo você vai saber mais sobre:

Por que não prestar concurso público

Coloque a prova para o concurso público na balança

Disciplinas cobradas na prova para o concurso público

Grau de dificuldade nas provas do concurso público



Gostou do que vem por aí? Então compartilhe esse material com seus amigos, assim cada vez mais pessoas saibam se um concurso público é a melhor opção para vida dele.

Facebook (o mais popular)

LinkedIn (o mais profissional)

E-mail (o mais democrático)

 

POR QUE NÃO PRESTAR CONCURSO PÚBLICO

Em geral, como dito à cima, o fato do salário leva a muitos tentarem a oportunidade, sem avaliar os pontos contra dessa escolha.

Não é garantido que a vaga será sua, mas se caso passar é importante ter afinidade com aquele cargo, e isso é o que menos se leva em consideração.

Caso seja aprovado, o candidato passará cerca de um terço do dia trabalhando com aquilo, que pode ser algo não compatível ao perfil que apresenta.

O resultado, até mesmo em curto prazo, é uma frustação com o trabalho, que passará a ser feito sem motivação.

Embora o concurso público signifique estabilidade na carreira, uma vez que muitos abrem para cargos efetivos, até quando essa segurança vale a pena, sobretudo quando é para algo com o qual a pessoa não deseja realmente atuar.

Ainda entra o fator de não selecionar os processos de seleção.

Os candidatos prestam uma quantidade em excesso de exames e, para alguns casos, de modo simultâneo.

Além de perder o foco, que é um risco alto, ele pode acabar não tendo uma boa colocação em nenhum, mais uma vez se frustrando.

A participação em vários processos em um intervalo curto é válida, mas quando as vagas forem para campos correlatos.

Isso porque uma área pode apresentar várias ramificações, então o estudo empregado para ir bem no exame pode valer para mais de um concurso.

No caso, será necessário que o candidato busque por matérias que sejam especificas entre cada processo de seleção, mas o tempo empregado aos estudos não será de baixo proveito, pelo menos é o que se espera, em vista que ele estará se dedicando para uma área especifica e não várias.

 

COLOQUE A PROVA PARA O CONCURSO PÚBLICO NA BALANÇA

Os exames apresentam características especificas, cada um com as suas regras e, por conta disso, também é um fator a ser considerado.

A prova em si deve ir para a balança, onde o candidato avaliará entre os prós e contras.

Em cada prova de concurso público haverá disciplinas cobradas, certo grau de dificuldade para o cargo e a concorrência, sendo que todos esses pontos devem entrar para a avaliação.

São essas particularidades e características apresentadas pelos processos de seleção que pesam na escolha.

Alguns exames são mais próximos de outros, o que pode ser favorável para quem já prestou as provas outras vezes.

Pela proximidade, pode ser mais fácil os estudos, por exemplo.

 

DISCIPLINAS COBRADAS NA PROVA PARA O CONCURSO PÚBLICO

Esse fator é essencial aos estudos, sobretudo porque o candidato se mantem mais preparado para o exame.

Não é incomum haver pessoas que, por diversos motivos, estão longe da sala de aula há muito tempo, sentindo grande dificuldade para ter um bom desempenho.

Estudar é importante, mas é preciso saber o que vai cair.

As provas cobram determinadas disciplinas, cada uma com seu grau de dificuldade e os assuntos a serem abordados que, no geral, condizem a área de interesse.

O que é unanime entre em concurso público é o assunto referente a atualidades.

Isso cai em qualquer prova, independentemente do nível acadêmico.

Se o cargo for de nível técnico, por exemplo, irá ter um espaço reservado no exame com questões de atualidades, da mesma forma para quem presta a um cargo de nível fundamental.

Além disso, as atualidades costumam ser fator de desempate para alguns editais, por isso também devem contar como disciplina e serem estudadas.

Fora os estudos, que são importantes para quem quer prestar concurso público, as matérias ainda trazem à tona a motivação.

Através dela é possível saber se vale ou não a pena prosseguir com o processo seletivo, e o candidato vai sentindo isso conforme vai estudando.

Quando não há muita motivação, pode ser um sinal de que ele está estudando ao concurso errado.

 

GRAU DE DIFICULDADE NAS PROVAS DO CONCURSO PÚBLICO

Não só saber sobre as disciplinas, mas também entender o grau de dificuldade da prova também é importante.

Isso é possível avaliar pelo edital e questões de provas anteriores, sobretudo aquelas feitas pela banca organizadora daquele concurso.

Esse ponto é importante porque traz dois fatores: o tempo de estudo e o nível do cargo. Se há um período menor para que o candidato se dedique a prova, ele precisa buscar por um concurso público que requeira um grau menor de dificuldade.

Assim, se houver mais tempo para os estudos, ele pode escolher um que seja mais difícil, ou não.

Mesmo com isso, o candidato ainda precisa entender se é realmente com isso que deseja trabalhar, porque se empenhar em um espaço de tempo menor ou maior, não faz tanta diferença se o cargo só for visado pelo salário, pela quantidade de vagas ou por parecer mais fácil.

Vale lembrar que, embora traga estabilidade financeira, o concurso público pode sugar tempo e dinheiro do candidato, sem que ele realmente deseje passar naquele processo de seleção.


Você deseja ter uma carreira de sucesso? vamos ajuda-lo a construir a carreira dos sonhos e a se planejar para alcançar todos os seu objetivos. Conheça nosso e-book planejamento de carreira em 5 passos. Clique aqui embaixo e saiba mais!


Um grande Abraço, conte comigo e até breve!

atenciosamente,

Como escolher Especialidade Médica

Marcio Sumay
Master Coach

Como escolher Especialidade Médica


Aproveite também para se inscrever em nossa lista de e-mail e seja o primeiro a receber novos artigos, infográficos, ebooks e muito mais.


Comente pelo Facebook