crescimento profissional

Porque usar o Linkedin como Carona para seu Crescimento Profissional

A rede social serve para divulgação do perfil profissional e também ao recrutamento para seu crescimento profissional.

Mesmo ainda vendo anúncios de vagas nos jornais e em murais da faculdade, algo que é bastante comum, muita gente passou a procurar emprego de outra forma e online.

A geração de agora está migrando para os perfis profissionais em redes sociais como o LinkedIn, uma das mais populares do segmento.

E não são só eles, as empresas também estão utilizando o meio online para divulgar oportunidades.

Basta olhar com um pouco mais de atenção as redes sociais, não somente o LinkedIn, para ver como elas podem ajudar no crescimento profissional.

Isso porque a plataforma consegue, por exemplo, ajudar na construção do networking, hoje tão importante para ter sucesso e encontrar outras oportunidades.

Um fato interessante do LinkedIn é que as empresas, em alguns casos, acabam indo atrás do candidato.

Isso ocorre porque ali encontram-se informações profissionais do candidato, suas experiências, conhecimentos e até mesmo habilidades, como um currículo mesmo.

Para as empresas, fica muito mais fácil visualizar essas informações na rede, que é aberta.

Mas, é necessário que o dono do perfil saiba usá-lo, sendo que é imprescindível mantê-lo, ao menos, atualizado.

Mas, como essa alavancada na carreira é possível? É sobre isso que iremos discutir nesse artigo, continue e lendo e saiba mais sobre:

Empresas estão usando bem mais o LinkedIn

Brasileiros estão cada vez mais presentes

Como usar a rede para o crescimento profissional



Gostou do que vem por aí? Então compartilhe esse material com seus amigos, assim cada vez mais pessoas vão alcançar seu crescimento profissional.

Facebook (o mais popular)

LinkedIn (o mais profissional)

E-mail (o mais democrático)

 

EMPRESAS ESTÃO USANDO BEM MAIS O LINKEDIN

O LinkedIn, por si só, é uma empresa, mas atua de modo a favorecer os setores na busca por novos profissionais, tanto que possui uma gama de soluções e ferramentas para que as empresas encontrem esses talentos.

Na rede social há um banco de dados com mais de 300 milhões de usuários, que disponibilizam suas informações profissionais, e outras 40 milhões de empresas em busca de candidatos.

Os talentos são chamados de candidatos passivos, por algumas empresas, já que muitas vão atrás deles através dos dados disponíveis.

Eles ainda utilizam a rede como uma forma de fazer o seu networking, uma ótima opção para quem quer ter crescimento profissional, além de também ler artigos ou, simplesmente, mostrar a experiência que possui.

Em geral, 80% dos usuários do LinkedIn não estão buscando por emprego no momento, mas são profissionais com boas qualificações, o que acaba chamando a atenção das empresas.

Esse é um dos motivos que elas têm migrado para a rede social.

Tendo essas informações em mãos, a empresa pode se conectar com aquele usuário de interesse e, mesmo que ele não esteja procurando por emprego no momento, esse contato pode ser uma oportunidade que lhe atraia.

Outro ponto é que está cada vez difícil para as corporações encontrarem esses profissionais utilizando o meio tradicional, como com o recurso de anúncios de emprego.

O motivo é que poucos candidatos recorrem aos classificados, já que o meio online é usado também para isso.

Como o LinkedIn possibilita ferramentas para essa atividade, acaba atraindo as empresas a utilizarem.

 

BRASILEIROS ESTÃO CADA VEZ MAIS PRESENTES

Muitas empresas brasileiras, principalmente as categorizadas como multinacionais, estão presentes na rede social, o que pode ser uma boa oportunidade para quem quer ser visto por elas.

Entre os nomes que circulam na lista, e recrutam bastante utilizando o LinkedIn, está a Vale, Votorantim e até mesmo o Facebook.

O Brasil ainda possui cerca de 18 milhões de usuários cadastrados, onde um total de 3,5 milhões é ativo na rede.

Apesar de não ter uma porcentagem tão alta de ativos, uma média de 80% do total de usuários cadastros interage na rede, mesmo que a finalidade não seja a busca por uma vaga, eles acabam abordados por algum recrutador.

 

COMO USAR A REDE PARA O CRESCIMENTO PROFISSIONAL

Um dos pontos importantes e que devem virar hábito aos usuários é manter o perfil atualizado, visto que as empresas estão em busca de informações, e quanto mais recente e complete, melhor a elas, mas não é só isso.

O perfil deve ser utilizado com cautela, já que diferente das outras redes sociais, ali é um ambiente profissional.

Quem quer ter crescimento profissional utilizando a rede, normalmente, está lá para encontrar e atualizar o networking, mantendo um grupo de amigos conectados da rede.

Através do perfil, os usuários podem se conectar a outros, como aqueles que trabalham em uma empresa pela qual tem interesse em trabalhar.

Neste caso, não é interessante a quantidade de conexões, mas sim a qualidade delas. A maioria dos usuários busca por pessoas que abrem interesse profissional e essa pode ser uma forma ter ligação com a empresa.

Lá ainda é possível mostrar ações diversas relacionadas ao lado profissional do candidato.

No perfil, o profissional consegue relatar seus conhecimentos, experiências, cursos complementares e competências.

Como a própria rede informa, as chances aumentam em até 27 vezes de uma empresa encontrar um usuário que tenha, ao menos, cinco competências listadas em seu perfil.

Essas competências são de conhecimentos básicos, como a fluência no inglês, por exemplo.

Só de utilizar uma foto de perfil, os usuários podem ter um perfil 14 vezes mais visto do que aqueles que não possuem.

Em geral, o retrato não precisar formal, mas é interessante avaliar o ambiente em que deseja atuar e sua postura com o perfil deve remeter a isso.

Outro ponto que ajuda ao crescimento profissional desses usuários é a definição da profissão, que ajuda as empresas a encontra-lo.

Mesmo quem é estudante tem oportunidades, por isso colocar “estudante” como ocupação não é um erro, mas válido porque muitos recrutadores usam isso para procurar talentos.

Os candidatos podem ter o perfil em mais de um idioma, ferramenta bastante interessante oferecida pela rede.

Se a ideia é trabalhar em uma empresa fora do país, por exemplo, essa é uma forma de possibilitar que as empresas o vejam.

Ainda é possível utilizar outras formas de promoção do perfil, uma delas é através do resumo do perfil.

A ideia aqui é criar algo que chame a atenção de um recrutador, contando basicamente quem você é em uma entrevista, por exemplo.

O LinkedIn também é aberto a postagens, recurso presente no Brasil desde 2015, mas tenha cautela com as coisas que publica, visto que isso também é avaliado pelas empresas.


Você deseja ter uma carreira de sucesso? vamos ajuda-lo a construir a carreira dos sonhos e a se planejar para alcançar todos os seu objetivos. Conheça nosso e-book planejamento de carreira em 5 passos.

Clique aqui embaixo e saiba mais!


Um grande Abraço, conte comigo e até breve!

atenciosamente,

Como escolher Especialidade Médica

Marcio Sumay
Master Coach

Como escolher Especialidade Médica


Aproveite também para se inscrever em nossa lista de e-mail e seja o primeiro a receber novos artigos, infográficos, ebooks e muito mais.


Comente pelo Facebook