O Que Dizer Quando o Recrutador Pergunta Sobre Você

* Ter Segurança Já é um Ponto Positivo ao Responder o Questionamento

Falar sobre você é algo muito comum nas entrevistas de emprego, mas mesmo não pegando ninguém de surpresa, o candidato acaba um pouco perdido com a resposta, o que pode prejudica-lo perante o recrutador.

Para o entrevistado, fica difícil apontar característica sobre si mesmo, tanto os pontos positivos como os negativos, ainda mais quando isso precisa ser feito em poucas palavras.

Você vai precisar, em alguma etapa da sua carreira, fazer essa breve apresentação e em uma entrevista de emprego é quase impossível fugir deste questionamento.

Mas fique calmo, porque dá para se preparar previamente e ter calma durante a entrevista, estando pronto para essa pergunta quando ela for feita.



A Confiança é Sua Principal Aliada

Seu entrevistador sabe tanto quando você como é difícil falar sobre si, apresentando suas características, qualidade e defeitos de uma forma objetiva e clara.

Essa pergunta surge exatamente por conta disso, pela dificuldade que a resposta apresenta.

Candidatos confiantes acabam deixando esse questionamento mais natural, pois quando mais firme for sua apresentação, mais impressionado o mediador ficará.

Um ponto interessante é que as empresas não estão interessadas realmente no que você vai apresentar sobre si mesmo, mas sim a forma que irá reagir perante a pergunta, assim como a forma que irá responder à questão.


Muito Prazer, sou

Cristina Padula
Coach Especialista em Carreira

E quero ajudar você a conseguir sua melhor performance com métodos práticos e objetivos. Vamos juntos?


Palavras-Chaves São Importantes

A sua apresentação deve ser curta, porque não existe necessidade de se gastar muitos minutos para se auto descrever, mas para o entrevistador é ainda mais que suficiente quando o entrevistado tem a capacidade de tornar a resposta objetiva, usando frases pequenas e palavras-chaves.

Começar a sua resposta de uma forma simples, apontando suas principais características em uma frase inicial, já deixará o mediador interessado no que você tem a apresentar para ele.

Evite os Clichês

Os mediadores estão cansados de ouvir dos candidatos frases prontas e que são bastante clichês, porque não é obvio que eles estão procurando.

Dizer que você é eficiente, proativo, lida bem com pressão e muitas outras qualidades que deve possuir, não é tão interessante se não vier exemplificada, fugindo um pouco do padrão.

É mais interessante para ele saber da onde vem toda essa eficiência se você mostrar o porquê disso.
Então quando quiser levantar essas características, evite frase prontas, e mostre que você é muito mais que isso.


Foque no Que o Entrevistador Quer Ouvir

Nessa hora você pode utilizar a sutiliza a seu favor, mostrando ao mediador o seu interesse por aquela vaga que ele está oferecendo.

Por isso é importante pesquisar, previamente, o que a empresa faz, suas principais atividades e também as funções do cargo.

Assim, terá uma noção melhor do que pode apresentar de positivo para a empresa em relação a si mesmo, colocando isso de uma forma sútil quando for incentivado a falar de você.

Mas, é importante lembrar que a ideia é apresentar informações verdadeiras sobre o candidato, por isso não invente coisas das quais não terá como aplicar depois, caso seja contratado.

A verdade é o elemento mais importante para responder bem essa pergunta.


Agora que você leitor já sabe O Que Dizer Quando o Recrutador Pergunta Sobre Você, que tal se inteirar sobre a Como Fazer um Currículo Perfeito com Pouca Experiência.

Clique aqui e confira um super post que separamos para você em nosso blog sobre o assunto.

Gostou? Compartilhe com seu grupo de amigos nas redes sociais, e não esqueça de deixar um comentário logo ali embaixo↓


Cristina Padula
Coach Especialista em Carreiras

“Busquei o processo de coaching como apoio para transição entre carreira numa empresa para empreender. O apoio da Cris foi muito importante, pois abriu minha visão para situações que antes eu ignorava além de me dar maior segurança em fazer o movimento; sabendo inclusive que não necessariamente seria, um movimento sem volta. Também foi muito positivo a ajuda em aprimorar o autoconhecimento, além de habilidades que precisavam ser aperfeiçoadas e/ou adquiridas. A experiência foi bastante positiva e tornarei a fazer em um momento oportuno.”
Thiago Henrique Bido – Gerente Comercial

Conheça mais sobre mim:

 

Comente pelo Facebook