Síndrome do Impostor – Auto sabotagem profissional

Você já ouviu falar sobre a síndrome do impostor? Pois acredite, a maioria dos profissionais sofrem com esse transtorno e, provavelmente, você deve fazer parte desse grupo também.

O principal fator reconhecido na síndrome do impostor, é a auto sabotagem profissional. A pessoa acredita que não é boa o suficiente, que a conquista de algo ou foi por sorte ou porque teve ajuda, mas nunca por mérito próprio. E com isso, outros problemas podem surgir, como a ansiedade, o estresse, o esgotamento, entre outros.

A síndrome pode acontecer com qualquer pessoa e a qualquer momento da vida. Porém, os que mais apresentam essas características são os jovens profissionais que estão começando a crescer na carreira. A insegurança os impede de aceitar alguma promoção no trabalho, acreditam que não são bons o suficiente para certo cargo, sentem medo de serem avaliados, de aceitar novos desafios e sentem que estão sempre fracassando.

 

Identificando atitudes de auto sabotagem

Não é difícil reconhecer as características da síndrome do impostor.

– Normalmente acontece com pessoas perfeccionistas, que exigem muito de si mesmas e trabalham excessivamente.

– Costumam comparar seus resultados aos dos outros e sentem-se menos qualificados e inferiores.

– Necessitam causar boa impressão. Por isso, são capazes de fazer qualquer coisa para agradar aos outros.

– A procrastinação de tarefas é muito comum, pois quem sofre da síndrome, tem medo de ser julgado e avaliado, acabando por não cumprir prazos.

 

Como tratar ou lidar com a síndrome do impostor

Por ser considerado um distúrbio psicológico, o melhor tratamento, caso você possua a síndrome, é a psicoterapia.

A intenção é que, com um acompanhamento psicológico, a pessoa consiga acreditar mais em si, que encontre motivação e encare desafios, que enxergue suas competências, acredite na própria inteligência e talento.

Outras atitudes podem ajudar a controlar os sintomas:

– Conversar com amigos e compartilhar esses sentimentos com eles;

– Ter por perto alguém autoconfiante, que possa dizer quando acertou ou errou;

– Erros, todo ser humano erra. Supere e aprenda com eles;

– Fazer exercícios. Eles são capazes de aliviar o estresse e diminuir a ansiedade.

– Autoconhecimento. Saber quais são os seus limites;

– Evitar se comparar com outras pessoas.

 

Um Coach pode ajudar a superar as dificuldades

Você não precisa passar por tudo sozinho.

A finalidade do Coaching de Carreira é melhorar e aumentar a performance e o bem-estar, lidando com aspectos emocionais, físicos e intelectuais de cada pessoa.

Com sessões semanais, o Coach conseguirá conhecer a sua personalidade, como você é profissionalmente, entender seus comportamentos e rotina. Auxiliando da forma mais adequada para a melhora do seu estilo de vida, crescimento pessoal e eliminando sabotadores.

 

Se detectou em você as características da síndrome do impostor, então esse é o momento de se auto avaliar, reconhecer as falhas e tirar proveito disso.

Foque no seu objetivo, converse com pessoas mais experientes e confiantes, procure ajuda de um profissional em psicologia, não exija demais de você e acredite no seu potencial. Agindo dessa forma, será possível ter uma vida profissional e pessoal mais tranquila, com menos estresse, menos falhas e com um progresso sempre contínuo.

Comente pelo Facebook